Bolsonaro afirma diante de Biden que “por vezes” sente que “a soberania da Amazônia está ameaçada”

Decretada prisão de suspeito de participação no desaparecimento de jornalista inglês e indigenista na Amazônia
IPC da China aumenta 2,1% em maio

Bolsonaro afirma diante de Biden que “por vezes” sente que “a soberania da Amazônia está ameaçada”

Valter Campanato/Agência Brasil

Rio de Janeiro – O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou nesta quinta-feira perante seu colega norte-americano, Joe Biden, que “por vezes” sente que “a soberania da Amazônia está ameaçada”, em uma alusão às pressões dos Estados Unidos para preservar a maior floresta do mundo.

Antes da reunião bilateral entre Bolsonaro e Biden dentro da Cúpula das Américas de Los Angeles, na presença dos meios de comunicação, o presidente brasileiro defendeu a legislação ambiental do Brasil e disse que o país brevemente será “um dos maiores exportadores de energia limpa via hidrogênio verde”.

“Por vezes, nós sentimos nossa soberania ameaçada naquela área. Mas o Brasil preserva muito bem seu território”, disse Bolsonaro, que admitiu “dificuldades” em relação ao meio ambiente.

“Na questão ambiental, temos nossas dificuldades, mas fazemos o possível para atender aos nossos interesses e, também, porque não dizer, a vontade do mundo. Mas como disse, somos um exemplo para o mundo em questão ambiental”, declarou.

O presidente brasileiro afirmou que 85% da Amazônia é preservada, que a legislação ambiental no Brasil é “bastante rígida” e que o governo faz o possível para cumpri-la.

No primeiro encontro entre os dois presidentes, Bolsonaro, amigo e apoiador de Donald Trump, quis diminuir a tensão, explicando: “o Brasil e os EUA têm tudo para selar suas relações comerciais, materializando o eixo norte-sul porque nossos países se complementam e temos tudo para nos integrarmos cada vez mais e sermos um exemplo para o mundo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *