BNB fecha 1° trimestre com alta de 17% em contratações

Instrução estabelece retorno de servidores a trabalho presencial
IGP-DI cai e tem inflação de 0,41% em abril, diz FGV

BNB fecha 1° trimestre com alta de 17% em contratações

Foto: BNB

Recife – Os valores contratados pelo Banco do Nordeste em operações de crédito no primeiro trimestre de 2022 subiram 17% em relação ao mesmo período de 2021. O balanço do período mostra que foram mais de R$ 8,7 bilhões financiados. O segmento que apresentou maior crescimento foi o de micro e pequena empresa (MPE), que registrou aumento de 42% no valor emprestado, totalizando R$ 866 milhões em novos créditos.

Segundo o presidente do BNB, José Gomes da Costa, a tomada de crédito desses clientes reflete o aquecimento da economia e gera perspectiva otimista de aumento nos negócios. “As micro e pequenas empresas são as que mais empregam no Brasil e por isso estão no foco de nossa atuação. Então, ao disponibilizar crédito estamos ajudando na geração de emprego e, por sua vez, fazendo com que mais recursos circulem na economia”, afirma.

Outro segmento com grande crescimento foi o rural, que inclui os pequenos produtores. Somente o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) contratou R$ 1,13 bilhão. Alta de 30% em relação ao exercício anterior.

Crescimento das aplicações com FNE
O Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), principal fonte de recursos do BNB, fechou o trimestre com aplicação de R$ 5,8 bilhões. Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, houve alta de 43% no valor aplicado este ano. De todos os recursos liberados pelo banco no primeiro trimestre, 66% foram oriundos do FNE.

Pernambuco
As operações do BNB em Pernambuco também apresentaram como grande destaque as micro e pequenas empresas. Foram contratados R$ 124 milhões nos três primeiros meses de 2022. Esse valor é 14% acima dos valores contratados no mesmo período do ano passado. Ao todo, os empreendimentos pernambucanos obtiveram R$ 1,0 bilhão do banco em financiamentos nos três primeiros meses do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *