Premiê chinês enfatiza implementação mais rápida de macropolíticas

China aprova projetos de investimento no valor de mais de US$ 78 bilhões entre janeiro e abril
Xi destaca autossuficiência científica e tecnológica e confiança cultural em carta para acadêmicos de volta do exterior

Premiê chinês enfatiza implementação mais rápida de macropolíticas

Kunming  – O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, pediu aceleração no ritmo e aumento dos esforços para a implementação de macropolíticas.

Li, também membro do Comitê Permanente do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China, fez as observações enquanto presidia um simpósio sobre estabilização do crescimento, realizado na Província de Yunnan nesta quarta-feira.

Ele destacou os esforços para estabilizar o crescimento das entidades de mercado e apoiar o emprego e a subsistência básica da população, sustentados pelo crescimento estável.

Observando que a nova onda de ressurgimentos domésticos da COVID-19 e mudanças na situação internacional colocaram mais pressão descendente sobre a economia, Li ressaltou a importância da confiança, citando as mais de 150 milhões de entidades de mercado, forte resiliência e preços geralmente estáveis na China.

“Sempre insistimos em evitar estímulos ‘semelhantes a inundações’. Não emitimos excesso de moeda em papel, mesmo quando a COVID-19 nos atingiu mais fortemente em 2020”, lembrou Li, acrescentando que ainda há espaço para manobras políticas diante de novos desafios.

Ele enfatizou a importância dos esforços para coordenar o controle da COVID-19 com o desenvolvimento econômico e social de forma mais eficiente e a importância de intensificar a macro regulação.

Como a maioria das políticas introduzidas pela Conferência Central de Trabalho Econômico e pelo relatório de trabalho do governo foram implementadas na primeira metade de 2022, Li pediu que os governos locais apresentem mais medidas em maio, a fim de colocar rapidamente a economia de volta ao trilho.

O país deve assegurar a plena implementação de suas medidas de alívio, incluindo cortes e restituições de impostos, para que as empresas possam desfrutar de apoio político de forma rápida e completa, explicou Li.

Ao mesmo tempo em que dá uma maior prioridade ao emprego, o país deve aumentar a assistência às entidades de mercado para estabilizar o emprego e incentivar as instituições financeiras a adiarem os pagamentos de juros de empréstimos para micro, pequenas e médias empresas e famílias autônomas.

Sobre a estabilização da economia, o primeiro-ministro salientou que o país deve assegurar uma produção adequada de grãos e fornecimento de energia e manter a estabilidade dos preços e todos os fatores que sustentam o desenvolvimento econômico.

Impedimentos na logística e nas conexões entre os setores a montante e jusante devem ser liberados para estabilizar as cadeias industriais e de suprimentos, ressaltou Li.

O país também incentivará a listagem das empresas em economia digital e de plataforma nas bolsas internas e externas de acordo com as leis e regulamentos, e criará regras e um ambiente comercial transparente, justo e orientado à inovação, garantiu Li.

Autoridades governamentais de 12 províncias do leste, centro, oeste e nordeste da China participaram do simpósio. Dez das 12 províncias formam o top 10 no país em termos de agregado econômico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *