O que você tem feito para ingressar em um mercado mutante cada vez mais digital?

Sem desfile militar, Bolsonaro participou de cerimônia no Alvorada
Conselho do FGTS reduz juros para ampliar crédito no Norte e Nordeste

O que você tem feito para ingressar em um mercado mutante cada vez mais digital?

Foto: Divulgação

O mercado que já estava em processo de intensa mudança, migrando cada vez mais do meio físico para o digital, teve um gatilho inesperado nos últimos seis meses com o advento da Covid-19 e sua avassaladora consequência em relação a cuidados com a saúde e mudança de hábitos de consumo no mercado, bem como a adequação de necessidades básicas antes passadas de forma desapercebidas, que culminaram com o isolamento social necessário para os devidos cuidados sanitários que chegaram a fechar o comércio por períodos, em um nível nunca antes vistos pela sociedade moderna.

O fato é que os padrões de consumo virtuais já estavam em uma fase crescente, e com a aceleração exercida pela pandemia fez aflorar e amadurecer rapidamente mercados antes mais resistentes e tradicionais, tais como serviços médicos, educação, lazer, bem-estar, entretenimento e até exercícios físicos, ou seja a qualidade de vida apenas mudou sua forma e está se adequando aos novos consumidores.

Bem-vindo (a) ao novo momento do mercado mutante digital e suas amplas possibilidades.

Toda essa mudança ocorre em meio a uma das maiores taxas de desemprego já percebida no Brasil, gerando grande inquietação por parte dos trabalhadores sobre qual seria o melhor caminho para amadurecer uma carreira em meio a um cenário que mistura caos e boas oportunidades mercadológicas, uma vez que cerca de 12,7 milhões de brasileiros estão fora do mercado de trabalho e ávidas por dias melhores.

Nessa linha de pensamento, podemos destacar que todas essas mudanças e novos hábitos, tecnologias e possibilidades emergentes têm o conhecimento e adaptação na área tecnológica como fator essencial para sobrevivência não somente em tempos atuais, mas no pós pandemia que está próximo e com certeza nos apresentará uma demanda reprimida em vários setores da economia.

Sendo assim, reafirmamos que, conhecimentos de conceitos de análise e tendência de mercado, marketing internacional, redação para web, ferramentas de marketing digital, Google Ads, Facebook e Instagram Ads, Neuromarketing, Internet das Coisas – IOT, IA, BI – Business InteligenceBig Data, E-Business e E-Commerce e Processos de Design Thinking devem fazer parte do dia a dia de gestores e empreendedores nesse novo mundo que presenciamos em 2020.

Prepare-se e tenha uma grande vantagem competitiva no novo momento que o mundo nos apresenta, seja um profissional acima da média, afinal, como diria Walter Elias Disney, todos seus sonhos podem ser realizados, se não nos faltar coragem para persegui-los.

Achiles Batista Ferreira Junior é coordenador do Curso de Graduação em Marketing Digital do Centro Universitário Internacional Uninter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *