Mais alto órgão legislativo da China adota decisão sobre adesão ao Tratado sobre Comércio de Armas

Saúde no trabalho em casa
BC: economia brasileira deve ter forte queda no primeiro semestre

Mais alto órgão legislativo da China adota decisão sobre adesão ao Tratado sobre Comércio de Armas

Xinhua/Xing Guangli

Beijing (Xinhua) – O mais alto órgão legislativo da China votou no sábado a favor de adotar uma decisão sobre a adesão ao Tratado sobre Comércio de Armas.

Os legisladores aprovaram a decisão na sessão legislativa do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional, que durou de quinta-feira até sábado.

A aprovação é um importante passo na participação ativa da China na governança global sobre o comércio de armas e na proteção da paz e estabilidade regionais e internacionais.

A ação expressa a determinação e sinceridade da China em apoiar o multilateralismo, salvaguardar o existente sistema internacional de controle de armas, e construir uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade.

A China construiu um bem-estabelecido sistema de políticas e regulamentos legais sobre a exportação de armas.

A participação da China promoverá a universalidade do tratado, impulsionará o comércio militar normal entre a China e outros países, e regular melhor a ordem internacional do comércio militar.

O tratado, que entrou em vigor em dezembro de 2014, visa regular o comércio de armas convencionais e lutar contra a transferência de armas ilícitas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *