Aliança Cinco Olhos não pode representar comunidade internacional, afirma porta-voz chinesa
Opinião pública da China não deve ser pisoteada, diz porta-voz

Conheça alguns espaços culturais do Recife

Foto: Shutterstock

Por: Julyana Araújo

Rica e diversificada, a cultura nordestina reflete as tradições e possui diversos patrimônios culturais que são fundamentais para a memória e identidade de um povo. Caixa Cultural, Cais do Sertão e Paço do Frevo são um dos lugares localizados no Recife e que merecem ser visitados. Apesar da crise no setor de turismo ser evidente, aos poucos as atividades turísticas vem sendo retomadas seguindo os protocolos de segurança recomendados.

Turismo no Recife

O turismo foi um dos setores mais afetados pela pandemia provocada pela Covid-19. Em 2020, o setor chegou a acumular um prejuízo de R$ 6,5 bilhões no Estado, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC). A secretária de Turismo e Lazer do Recife, Cacau de Paula, comentou a expectativa para o turismo deste ano: “O turismo vive de expectativa e a nossa para 2021 é positiva. Apesar de sabermos que a cautela é essencial, temos uma perspectiva muito boa quando observamos as campanhas de vacinação avançando na nossa cidade. Sabemos que o crescimento do turismo está ligado à evolução das campanhas de vacinação, que é prioridade da gestão da Prefeitura do Recife”, frisa a secretária.

Caixa Cultural Recife: espaço que inspira arte

Localizada em frente à Praça do Marco Zero, a Caixa Cultural Recife é um dos lugares que mais chamam a atenção devido sua estrutura que encanta quem passa por ali, principalmente à noite, quando está todo iluminado. A construção do edifício, que foi tombado pelo Patrimônio Nacional em 1998, é no estilo eclética, que mescla com o estilo neoclássico, arquitetura bem habitual do final do século XIX. Por mais de sessenta anos, o local foi utilizado para fins financeiros – onde pertencia a Bolsa de Valores de Pernambuco e da Paraíba.

Em 2006, a Caixa Econômica Federal adquiriu o espaço para ser a sede da Caixa Cultural do Recife. Como o próprio nome já diz, o lugar, que foi inaugurado em 2012, é um grande centro cultural que abriga várias exposições, entre os dois andares, incluindo Galerias de Arte, Sala Multimídia, Teatro, Salas para Oficinas de Arte-Educação, Amplo Foyer e diversas atrações culturais.

Assim como a beleza exterior do prédio chama a atenção, por dentro as expectativas também são superadas, dando um maior destaque ao chão de vidro, presente no espaço, que impressiona os visitantes.

Caixa Cultural Recife – Foto: Pixabay

Aliás, é bom ficar atento na programação do site para não perder os próximos eventos que, em breve, quando a pandemia da Covid-19 passar, estarão em cartaz novamente. É um privilégio apreciar tanta cultura em um único lugar, somente pela arquitetura e preservação histórica é merecida a visita, uma vez que o próprio edifício já é uma obra de arte. Além da beleza do ambiente, o conhecimento adquirido ficará marcado na vida.

Ao redor daquela localidade, encontrará diversos espaços repletos de bens culturais da abençoada terra pernambucana como o próprio Marco Zero que está logo em frente. Do outro lado, ao cruzar de barco, você encontra o Parque das Esculturas Francisco Brennand e muito mais.

Endereço: Av. Alfredo Lisboa, 505 – Recife, PE

Entrada gratuita com visitação de terça a sábado, das 10h às 20h. Domingo, das 10h às 17h.

Informações: (81) 3425-1915

*Obs: Por conta da pandemia do novo coronavírus, os dias e horários de funcionamento podem ter sido alterados.

Cais do Sertão: Identidade Cultural Pernambucana

Inaugurado em 2014, o Cais do Sertão, localizado no Recife Antigo, é um museu interativo que, como o próprio nome diz, faz referência ao sertão nordestino e ao grande homenageado, Luiz Gonzaga. O espaço, idealizado pela socióloga pernambucana Isa Grinspum Ferraz, conta com uma arquitetura inovadora e, logo na entrada, o público pode apreciar a tradição aliada à tecnologia que é oferecido através dos recursos expositivos e tecnológicos.

Outro detalhe que chama a atenção dos visitantes é que o lugar é cortado por um caminho d’água, no qual simboliza o Rio São Francisco, deixando o museu ainda mais atraente. Eleito um dos vinte melhores museus da América do Sul pelo site TripAdvisor, o espaço, além de retratar o sertão, é repleto de informações sobre a história do Rei do Baião contada através de vídeos, exposições, instrumentos, vestimentas marcantes e tudo que remete ao compositor.

O sertão é muito bem retratado e faz relembrar – para quem já morou ou visitou – como é a vida no interior com casas simples, móveis e objetos característicos, fogão à lenha, panela de barro, artesanatos típicos, um altar reservado para figuras religiosas também é bem presente nos lares sertanejos. Tudo isso traz um sentimento de lembrança a quem já esteve no sertão e proporciona uma experiência única para quem nunca teve contato com este ambiente.

Foto: Cais do Sertão/Divulgação

O museu mistura o tradicional com o moderno, onde te faz ficar realmente imerso naquela realidade. O ambiente conta com atrações como a Sala do Imbalança, o Sertãomundo, a Casa do Transtempo, a Sala de Poesia, o Túnel do Capeta, o Túnel das Origens e dentre outros. No andar de cima, além do conhecimento, é possível dar boas gargalhadas nas cabines de Karaokê que é promovido com as músicas do cantor.

O Cais do Sertão transporta o visitante para um lar sertanejo que engloba conhecimento sobre a vida e obra do Rei do Baião e, junto a isso, traz muita diversão. A cultura popular nordestina é riquíssima e merece ser reconhecida pelo Brasil e mundo afora. E tem muitos nativos que ainda não conhecem este lugar. Quando a pandemia passar, já trate de visitar e prestigiar esse centro cultural tão fascinante.

Endereço: Armazém 10, Av. Alfredo Lisboa – Recife, PE.

Horário de funcionamento: Segunda a quarta: Fechado

Quinta e sexta: 10h às 16h

Sábados, domingos e feriados: 11h às 17h

Ingresso: 10,00 (inteira) e 5,00 (meia)

Informações: (81) 3182-8268 @caisdosertao

*Obs: Por conta da pandemia do novo coronavírus, os dias e horários de funcionamento podem ter sido alterados.

Paço do Frevo: Patrimônio Cultural de Pernambuco

Reconhecido como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO, o Paço do Frevo é um espaço cultural destinado à pesquisa, lazer e formação nas áreas da dança e música. Um lugar para estudar, criar, experimentar e vivenciar o rico universo de histórias, personalidades, memórias e linguagens artísticas.

Inaugurado em 2014, através de uma parceria entre a Prefeitura do Recife, a Fundação Roberto Marinho, o IPHAN e o Governo Federal, o local é visitado por milhares de turistas de todos os lugares do Brasil e mundo afora. O Paço oferece ao visitante a oportunidade de visitar exposições fotográficas, conferindo projeções visuais, entre diversas outras possibilidades.

Rico em detalhes, o prédio possui quatro pavimentos em 1.733m2, distribuídos em quatro espaços de exposição: um Centro de Documentação e Pesquisa, uma Escola de Música, uma Escola de Dança, além de um Estúdio de Gravação e uma Sala de Web-Rádio.

Foto: Andrea Rêgo Barros/Divulgação

Endereço: Praça do Arsenal da Marinha, s/no, Bairro do Recife

Horários: Quinta e sexta, das 10h às 16h. Sábado e domingo, 11h às 17h. (Última entrada até 30 minutos antes do encerramento das atividades do museu)

Ingressos: 10,00 (inteira) e 5,00 (meia)

Informações: (81) 3355-9500 @pacodofrevo

*Obs: Por conta da pandemia do novo coronavírus, os dias e horários de funcionamento podem ter sido alterados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *