China lamenta livro azul diplomático do Japão, diz porta-voz militar

(Multimídia) Investidores globais se reúnem na China em meio a ambiente de negócios melhorado
(Multimídia) China pede reforço de medidas antiepidêmicas durante feriado do Dia do Trabalhador

China lamenta livro azul diplomático do Japão, diz porta-voz militar

Beijing, 1º mai (China) — O Ministério da Defesa Nacional da China criticou nesta sexta-feira o Japão por sua “medida extremamente equivocada e irresponsável de propagar a chamada ‘ameaça da China’”, afirmando que a China lamenta e se opõe a isso.

Em resposta à edição 2021 do livro azul diplomático divulgado pelo Japão nesta terça-feira, o porta-voz do Ministério da Defesa Nacional chinês, Wu Qian, expressou que o livro azul ataca e calunia maliciosamente a China e interfere grosseiramente nos assuntos internos chineses.

Referindo-se ao trecho sobre os gastos militares e a força militar da China, Wu afirmou que a China segue o caminho do desenvolvimento pacífico, busca uma política de defesa nacional defensiva e mantém abertura e transparência em relação a seus gastos e força militares.

Os gastos anuais da China com defesa permaneceram abaixo de 2% de seu PIB nos últimos 30 anos, inferiores aos dos principais países do mundo e abaixo da média mundial de 2,6%, informou Wu.

O porta-voz ressaltou que a posição da China sobre as questões marítimas é consistente e clara, e a Ilha Diaoyu e suas ilhas afiliadas são partes inalienáveis do território chinês.

Ele também advertiu o Japão contra a interferência na questão de Taiwan, que se insere nos assuntos internos da China.

Wu instou o Japão a ver a China e as forças armadas chinesas de forma objetiva e racional, e a fazer esforços construtivos para promover o desenvolvimento sólido e estável das relações bilaterais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *