Arrecadação federal brasileira bate recordes históricos

Rússia afirma que provavelmente fortalecerá defesa em meio à hostilidade do Japão
Universidade chinesa divulga matriz de índice de capacidade de comunicação internacional

Arrecadação federal brasileira bate recordes históricos

Foto: Marcelo Camargo

Brasília (Xinhua) — O governo brasileiro obteve uma arrecadação de impostos e contribuições recorde tanto para o mês de abril como para o primeiro quadrimestre, registrado os melhores resultados desde o início da série histórica em 1995, informou a Receita Federal nesta quinta-feira.

O crescimento da arrecadação se deve principalmente ao Imposto de Renda das Pessoas Físicas (IRPJ) e da Contribuição Social Sobe o Lucro Líquido (CSLL).

Segundo a análise divulgada pelo Ministério da Economia, a arrecadação total em abril ficou em 195,1 bilhões de reais (US$ 41 bilhões), com um aumento real, descontada a inflação de 10,84% comparada a abril do ano anterior.

No acumulado do quadrimestre, a arrecadação chegou a 743,2 bilhões de reais (US$ 156,1 bilhões), um aumento real de 11,05% com relação a igual período de 2021.

O chefe do Centro de Estudos Fiscais, Claudemir Malaquias, disse que houve pagamentos atípicos de empresas ligadas ao setor commodities, e que a extração de petróleo e minerais está tendo um resultado muito forte em 2022, com um rendimento “satisfatório”.

Outros setores, como o dos serviços, contribuíram fortemente para o resultado da arrecadação, mas o fator mais determinante foi a recuperação da atividade econômica, destacou Malaquias.

O bom desempenho da arrecadação tributária deve resultar no cumprimento, com folga, da meta fiscal do governo, que é de um déficit máximo das contas públicas de 170,5 bilhões de reais (US$ 35,8 bilhões) em 2022.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *