Agência de notícias Xinhua e TV Cultura assinam acordo de cooperação

Nave espacial de carga da China atraca com módulo central da estação espacial
China promoverá setor de logística aérea internacional

Agência de notícias Xinhua e TV Cultura assinam acordo de cooperação

TV Cultura/Xinhua

São Paulo- A filial brasileira da agência de notícias Xinhua e a TV Cultura realizaram ontem (20), na cidade de São Paulo, a cerimônia de assinatura do recém firmado acordo de cooperação entre os dois veículos.

O evento contou com a participação da cônsul geral da China em São Paulo, Chen Peijie, do presidente da TV Cultura, José Roberto Maluf, e do diretor da agência Xinhua – Sede dos serviços em português no Rio de Janeiro, Chen Weihua.

No seu discurso, a cônsul geral Chen Peijie saudou ambos os veículos de comunicação por terem alcançado essa parceria durante o período de dificuldades da pandemia de COVID-19. Tanto a agência Xinhua quanto a TV Cultura, afirmou Chen Peijie, produziram matérias de qualidade durante a crise sanitária, contribuindo substancialmente para o entendimento mútuo entre as duas nações.

A cônsul geral da China em São Paulo alertou para a existência de uma grave assimetria de informação, de difamações dos modelos de desenvolvimento dos países emergentes e de desinformação sobre o rastreio das origens do novo coronavírus, salientando a importância da cooperação para sanar essas questões.

“Espero que os veículos dos dois países possam descobrir mais histórias comoventes de chineses e brasileiros e dar um novo impulso ao crescimento.

Em sua fala de abertura na cerimônia, José Roberto Maluf apresentou aos convidados a importância da TV Cultura, lembrando que a emissora tem forte inserção no país, cobrindo todo o território nacional. Maluf também congratulou a Xinhua por sua capacidade de comunicação multinacional e multilíngue, publicando conteúdo original em diversas línguas.

De acordo com o presidente da TV Cultura, o acordo de cooperação deu à Xinhua uma “casa” no Brasil. “É esperado que esta forte cooperação entre as duas partes possa ser implementada o mais rápido possível e que promova o intercâmbio de mídia entre a China e o Brasil para alcançar melhores resultados substantivos”, afirmou Maluf.

Representando a Xinhua, Chen Weihua afirmou que a agência chinesa sempre aderiu ao conceito de “posição nacional, perspectiva global, fala factual, integração da China e de países estrangeiros e comunicação igualitária”. Chen celebrou a cooperação entre a Xinhua e a TV Cultura, que é “uma emissora pública de excelência no Brasil e também considerada uma das melhores do mundo”.

“Esperamos que, com os esforços dos dois lados, essa cooperação possa ter um resultado próspero, servindo aos dois países irmãos”, concluiu o representante da Xinhua no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *